Mostrar registro simples

dc.creatorCRUZ, Cristiane de Brito
dc.date.accessioned2020-05-15T20:20:04Z
dc.date.available2020-05-15T20:20:04Z
dc.date.issued2020-02-20
dc.identifier.citationCRUZ, Cristiane de Brito.. O trabalho como princípio educativo no Programa de Apoio Institucional á Extensão do Instituto Federal de Educação. Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (2012-2018. 2020. Orientadora: Olívia Morais de Medeiros. 2020. 116 f. Dissertação (Mestrado em Educação Profissional) – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte. Natal, 2020pt_BR
dc.identifier.urihttp://memoria.ifrn.edu.br/handle/1044/1806
dc.description.abstractThis dissertation aims to analyze if there exist or if there does not exist the work as an educational principle in the extension projects of the Institutional Support Program to the Extension of the Federal Institute of Education IN Rio Grande do Norte, from 2012 to 2018. The theoretical references on work, work as an educational principle, extension and education are based on, Saviani (2007); Gramsci (2004); Freire (1983, 2017); Ciavatta (2011, 2012); Moura (2012); Manacorda (1989); Rocha (1984); Sousa (2000), among others. Based on the theoretical and methodological forwarding, the historical-dialectical materialism was used as a reference, with a qualitative focus and documentary and bibliographic procedures. Mapping/categorization was performed as a research strategy for the term work, work as an educational principle, constituting the indicatives for the analyzes. This research points out some incidences of work as an educational principle (TPE) in the Institutional Support Program for the Extension of IFRN. It is noteworthy that TPE can be observed in some methodologies and methodological procedures proposed in extension projects practices such as professional practices and simulations of real situations in companies, etc. With regard to the difficulties of finding the TPE in the projects, we observed that many of them still do not have a registration in the project management system the Unified Public Administration System (SUAP); as well as, there is a difficulty among federal servers in the correct filling in the system in addition to the difficulty in writing the project abstracts. We believe that there is a need for formative processes for writing extension projects, with a view to the correct completion of the system. In general, it is considered that in order to really have the TPE, there is a need in addition to the training of federal employees who work in extension projects, a structural-based change in society in order to give more value to education that includes the technological extension as part of the essential tripod in federal institutes beyond teaching and research, in addition to that we have a real idea about what activities the extension can carry out and that the IFRN can stand still and represent resistance to the difficulties that education is currently facing in the country.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherInstituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Nortept_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectExtensãopt_BR
dc.subjectProjetospt_BR
dc.subjectPrograma de Apoio Institucional à Extensão do IFRNpt_BR
dc.subjectTrabalho como princípio educativo.pt_BR
dc.subjectExtensionpt_BR
dc.subjectProjectspt_BR
dc.subjectIFRN Institutional Extension Support Programpt_BR
dc.subjectWork as an educational principlept_BR
dc.titleO trabalho como princípio educativo no Programa de Apoio Institucional à extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (2012-2018)pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.creator.ID02677800446pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0804369978066806pt_BR
dc.contributor.advisor1MEDEIROS NETA, Olívia Morais de
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7542482401254815pt_BR
dc.contributor.referee1SILVA, Lenina Lopes Soares
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1487610808390702pt_BR
dc.contributor.referee2BARACHO, Maria das Graças
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/9334651277353442pt_BR
dc.contributor.referee3LOPES, Régia Lúcia
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/8562147942949637pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentNatal - Centralpt_BR
dc.publisher.programMestrado Acadêmico em Educação Profissionalpt_BR
dc.publisher.programMestrado Acadêmico em Educação Profissionalpt_BR
dc.publisher.initialsIFRNpt_BR
dc.subject.cnpqEducaçãopt_BR
dc.description.resumoEsta dissertação tem por objetivo analisar a presença ou não do trabalho como princípio educativo nos projetos de extensão do Programa de Apoio Institucional à Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, de 2012 a 2018. Os referenciais teóricos sobre trabalho, trabalho como princípio educativo, extensão e educação fundamentam-se em Saviani (2007), Gramsci (2004), Freire (1983, 2017), Ciavatta (2011, 2012), Moura (2012), Manacorda (1989), Rocha (1984), Sousa (2000), dentre outros. À luz dos encaminhamentos teórico-metodológicos, utilizou-se como referencial o materialismo histórico-dialético, com enfoque qualitativo e procedimentos documental e bibliográfico. Realizou-se mapeamento/categorização como estratégia de pesquisa dos termos trabalho, trabalho como princípio educativo, constituindo-se os indicativos para as análises. A pesquisa aponta incidências do trabalho como princípio educativo (TPE) no Programa de Apoio Institucional à Extensão do IFRN. Destaca-se que o TPE pode ser observado em alguns procedimentos teóricos e metodológicos de práticas propostas nos projetos de extensão, tais como práticas profissionais e simulações de situações reais em empresas, etc. No que diz respeito às dificuldades de encontrar o TPE nos projetos de extensão, observamos que muitos deles ainda não possuem cadastro no sistema de gerenciamento de projetos, o Sistema Unificado de Administração Pública (SUAP); assim como, há entre os servidores federais dúvidas quanto ao preenchimento correto no sistema, além da dificuldade na escrita dos resumos. De modo geral, para que se tenha realmente o TPE, existe a necessidade de, além da formação dos servidores que atuam em projetos de extensão, uma mudança de base estrutural na sociedade de modo a valorizar a educação, buscando incluir a extensão tecnológica como parte do tripé essencial nos institutos federais, junto ao ensino e à pesquisa, além disso, é preciso que se tenha uma real ideia sobre quais atividades a extensão pode realizar e que o IFRN possa estar firme e representar resistência às dificuldades que a educação encontra neste momento no país.pt_BR


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples