Mostrar registro simples

dc.creatorNascimento, Ana
dc.date.accessioned2018-12-24T11:36:23Z
dc.date.available2018-12-24T11:36:23Z
dc.date.issued2018-12-17
dc.identifier.citationNascimento, Ana Paula Pereira do. Analise multitemporal das matas ciliares do município de Ipanguaçu-RN pelo uso do processamento digital de imagens. 2018. 19f. Artigo ( Especialização em gestão ambiental) - Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://memoria.ifrn.edu.br/handle/1044/1596
dc.description.abstractThe present study has the purpose of analyzing in a multitemporal way the area of riparian forest in the municipality of Ipanguaçu / RN and characterize the changes in land use, along the main course of the Piranhas-Açu river, a meso region of the Açu Valley, through images of the Landsat 4-5, Landsat 8 and sentinel-2 satellites to detect deforested areas of the city of Ipanguaçu, in the interior of Rio Grande do Norte. The municipality is bordered by piranhas Açu river, main river of the Açu Valley, the same one has diverse uses and potentialities. In general, the river has a predominance of use for human supply and irrigation. It is worrying how the area of riparian forest is being used in this region, since the Permanent Preservation Areas are protected by law and are often inadequately used by irrigators of the municipalities that make up the region of the Açu Valley. Remote sensing has been widely used for the monitoring of vegetation cover and can subsidize actions aimed at the establishment of sustainable development practices. The image processing is done through tools made available by the program arcMap10.5 seeking to present images of the years 2010, 1014, 2016 and 2018. The thematic maps produced of the processed images allowed detecting and separating the vegetation cover of the studied area into different classes. The information obtained from the vegetation cover in both study periods showed the vegetation changes in the different areas of the region, based on the results of the vegetation indexes studied.pt_BR
dc.description.sponsorshipFUNCERNpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherInstituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Nortept_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectPreservação - Rio Piranhas Açupt_BR
dc.subjectGeotecnologiaspt_BR
dc.subjectÁreas de preservação permanentept_BR
dc.titleAnalise multitemporal das matas ciliares do município de Ipanguaçu-RN pelo uso do processamento digital de imagenspt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K8766371J4pt_BR
dc.contributor.advisor1Souza, Jairo
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4409640J9pt_BR
dc.contributor.referee1Pimentel, João
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4266149J4pt_BR
dc.contributor.referee2Silva, Renato
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4526109U2pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentNatal - Centralpt_BR
dc.publisher.initialsIFRNpt_BR
dc.description.resumoO presente estudo tem como finalidade, analisar de forma multitemporal a área de mata ciliar no município de Ipanguaçu/RN e caracterizar as alterações no uso da terra, ao longo do trecho do curso principal do rio Piranhas-Açu, mesorregião do Vale do Açu, através de imagens dos satélites Landsat 4-5, Landsat 8 e sentinel-2 para detectar áreas em estado de desmatamento da cidade de Ipanguaçu, interior do Rio grande do Norte. O município é margeado pelo rio piranhas Açu, principal rio do Vale do Açu, o mesmo tem diversos usos e potencialidades. De uma forma geral o rio apresenta uma predominância de uso para abastecimento humano e irrigação. É preocupante a maneira como a área de mata ciliar estar sendo usada nessa região, visto que as Áreas de Preservação Permanente são protegidas por lei e muitas vezes usadas de forma inadequada pelos irrigantes dos municípios que compõe a região do Vale do Açu. O sensoriamento remoto vem sendo muito aplicado para o monitoramento de coberturas vegetais e pode subsidiar ações que visam ao estabelecimento de práticas de desenvolvimento sustentável. O processamento de imagens é feito através de ferramentas disponibilizadas pelo programa arcMap10.5 buscando apresentar imagens dos anos 2010, 1014, 2016 e 2018. Os mapas temáticos produzidos das imagens processadas permitiram detectar e separar em diferentes classes a cobertura vegetal da área estudada. As informações obtidas da cobertura vegetal em ambos os períodos de estudo, mostraram as mudanças de vegetação nas diferentes áreas da região, baseado nos resultados dos índices de vegetação estudada.pt_BR


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples